Arquivo da categoria: Nerdices

Os melhores fones de ouvido (para cada tipo de orelha e de bolso)

Nós já explicamos como escolher o seu fone de ouvido perfeito. Mas talvez você nem tenha que fazer isso: nós fomos atrás de um especialista para ver quais são as escolhas dele. Aproveite!

Jude Mansilla, fundador do site Head-Fi.org, nos contou quais são os seus fones de ouvido favoritos em cada categoria explicada no post anterior, e também para cada faixa de preço.

As categorias são: Econômica (abaixo de US$ 100), Média (uma boa mistura entre recursos fartos e preço justo) e Fura-Bolso (para quem não tem limite no cartão crédito, nem na noção).

Nota para os compradores brasileiros: Sim, não há fones de ouvido que efetivamente façam diferença no som por muito menos de 80 dólares nos EUA – e as ofertas aqui não são muito satisfatórias – fora alguns da Philips ou Bose com preço ultrainflacionado. Recomendamos comprar de fora mesmo. Eu comprei todos os meus diretamente do eBay. Se você nunca teve um bom (não, fones de iPod/iPhone não contam como bons), comece por baixo.

Leia o resto deste post

Famílias americanas esquecem interação e mergulham em seus gadgets

As crianças americanas estão viciadas em SMS, tablets transformam o termo “computação pessoal” e hoje o New York Times chegou a conclusão que todos temiam: as famílias estão muito ocupadas com os olhos colados nas telinhas para darem alguma atenção aos entes queridos. Os americanos têm solução? E nós, estamos indo pelo mesmo caminho?

Senhoras e senhores, conheçam a nova família moderna, cortesia da reportagem do New York Times:

A senhora Vavra, executiva da indsústria dos cosméticos em Manhattan, saca seu iPad, onde ela vê os novos looks do verão no site Refinery29.com, e percebe que seu marido, Michael Combs, está hipnotizado enquanto assiste basquete no laptop. Seu filho, Tom, de 8 anos, está sendo absorvido pelo Mario Kart para Wii em sua televisão widescreen. A filha deles, Eve, de 10, está maravilhada com um joguinho chamado Love Calculator em seu iPod Touch. “A família estava no mesmo cômodo, mas não estava junta”, lembra Vavra.

Pelos números do NYT, os americanos devem temer o futuro: qause 60% das famílias americanas com dois filhos têm dois ou mais computadores. 60% também é o número de famílias com internet com ou sem fio no país que a utilizam para diversas atividades, como ver fotos de gatinhos e encaminhar e-mails em caps lock.

E quem fará esse novo tipo de família crescer, segundo os especialistas, são os tablets (como o iPad) e os apps (iOS e Android), além de uma nova cultura em acreditar que um email ou uma mensagem podem ser, em vários casos, melhor do que falar algo. Para ilustrar a situação deprimente:

Brad Kahn, um consultor ambiental de Seattle, diz que às vezes se comunica com sua esposa, Erin, por e-mail, mesmo estando há poucos metros de distância dela, ou até mesmo no sofá, com seus laptops no colo. Ele corta a fala de sua esposa quando ela começa a dar instruções orais de afazeres do fim de semana, pedindo para que ela o envie tudo de forma eletrônica. Para Kahn, 40, é simplesmente um formato mais eficiente. “Se eu esquecer alguma instrução, ter tudo escrito pode ser bem útil para a felicidade conjugal”, diz.

Apesar de ser um cenário assutador, ele parece longe de acontecer no Brasil. Ainda vendemos poucos tablets — 100 mil no ano passado, 45 mil no primeiro trimestre de 2010, ou para menos de 0,1% da população — e smartphones não passam de 10% da base de celulares. Mesmo distante, ainda temos a boa e velha televisão para criar famílias rachadas e complexadas.

[Gizmodo]

Mario Kart e Tetris no Nintendo 3DS

Todos já ouvimos sobre o novo Nintendo 3DS, mas como exatamente vai funcionar a experiência em 3D do portátil? Esperamos que de alguma maneira parecida com essa.

fonte: gizmodo

No futuro, drives SSD de mil gigabytes terão o tamanho de um selo

Qualquer um que conheça a Lei de Moore sabe que, ao longo do tempo, o armazenamento ficou — e vai ficar — maior e mais barato. Mas a possibilidade de um drive SSD de 1TB do tamanho de um selo? Parece impossível, mas não para estes espertos cientistas japoneses.

Um grupo de pesquisadores de várias universidades e organizações japonesas se uniram para trabalhar e fazer o tamanho dos SSDs despencar, e a eficiência decolar — e eles esperam produzi-los o suficiente para serem vendidos em 2012. Eles já criaram um protótipo feito de 128 chips de memória flash NAND e um chip de controle ( imagem acima), e ele pode transferir dados a 2GB por segundo. Sério, eu sonho com esse tipo de coisa. Um SSD que cabe no meu bolso? Demais. [Nikkei via CrunchGear]

fonte: gizmodo

Kit de desenvolvimento para o Kindle já está disponível em fase beta

A Amazon começou a aceitar solicitações do Kindle Development Kit (KDK) em versão beta limitada. Para fazer o pedido, basta acessar o site, que também contém links para informações sobre as APIs usadas no kit. [Amazon]

fonte: gizmodo

Sony quer fazer um iPad também

Como seria?
Leia o resto deste post

[Exclusivo] Flagramos os novos Androids da Motorola no Brasil. Mais baratos, à venda em breve

Leia o resto deste post

Este é o celular para jogos que a Nokia precisa fazer: o conceito Orion

Leia o resto deste post

Adesivo detector de Wi-Fi transforma seu carro no NerdMóvel

8 coisas idiotas que estragam o iPad

%d blogueiros gostam disto: