Arquivos do Blog

Jundiaí quer ser a “terra dos tablets” nacionais

Quando a Foxconn anunciou um investimento bilionário — e ainda não concretizado — no Brasil, todos os olhos se voltaram para a simpática Jundiaí, terra da Festa da Uva, que já contava com uma fábrica humilde dos taiwaneses. Agora, com muitos milhões entrando na cidade, há propostas de lei para incentivo à indústria de montagem (leia-se redução de impostos) para transformar Jundiaí na terra dos tablets.

Segundo reportagem da Folha no domingo, o projeto de lei diminuiria a cobrança de IPTU, do ISS (Imposto Sobre Serviços) e do ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis). Tudo isso porque dos R$435 milhões aplicados pela indústria em Jundiaí, R$300 milhões vieram da Foxconn — dinheiro usado para financiar a construção da terceira fábrica da empresa na cidade.

Em paralelo, há a proposta de investir R$30 milhões por ano em um parque tecnológico de 300 mil metros quadrados. Apesar do foco em tablets — provavelmente porque trata-se da palavra do momento — outras empresas de tecnologia se beneficiarão, como AOC e Compal, e a proposta da Prefeitura e do Governo do Estado é transformar Jundiaí em um grande celeiro de empresas de hardware, software e pesquisa e desenvolvimento. Teremos um Vale do Silício pertinho de São Paulo? [gizmodo]

Anúncios

Steve Jobs – 1955-2011

Steve Jobs - 1955-2011

“A Apple perdeu um gênio criativo e visonário e o mundo perdeu um incrível ser humano. Aqueles que tiveram sorte o bastante de conhecer e trabalhar com Steve perderam um grande amigo e um mentor inspirador. Steve deixa para trás uma companhia que só ele poderia ter feito e seu espiríto viverá para sempre nas fundações na Apple”.

Mensagem do site da Apple

Esse foi o post mais sério e mais triste que já publiquei aqui.

Samsung contra-ataca e processa Apple em três países

Briga de advogados na lama! Após a Apple processar a Samsung alegando infrações de patentes de seus aparelhos, a defesa não demorou muito para bolar seu contra-atque e dizer “nananinanão, VOCÊS estão fazendo isso”. A Samsung arquivou ações contra a Apple na Coreia do Sul, no Japão e na Alemanha, dizendo que a Apple que infringe suas patentes.

Empresas de celulares e mobilidade se processando não é algo incomum — na verdade, é um ato quase banal para nós. Mas a Samsung é uma das maiores distribuidoras de componentes da Apple, e é estranho ver  duas empresas que dependendem tanto uma da outra saindo no tapa assim. Mas não se assustem, crianças! O final da história será o mesmo de sempre: uma empresa multibilionária pagando outra empresa multibilionária uma montanha de dinheiro, que será usado exclusivamente para a compra de privadas de ouro. [gizmodo]

Apple vence i-PAD na justiça e garante nome de seu tablet

disputa entre Golias e Miranda acabou. De um lado, a Apple Brasil e seus iPhones, MacBooks e,claro, o iPad. Do outro, a Transform, empresa que fabrica desfibriladores e tinha registrado um produtochamado i-PAD. Depois dealgumas ameaças e apreensões, a briga judicial terminou a favor da turma de Jobs.

A história era meio maluca, mas tinha lá seu sentido. A Transform registrou um nome parecido antes e viu seus direitos violados. Chegou a dizer que a Apple fazia “pirataria à vontade” com o iPad e apreendeu, com aval da Justiça, alguns aparelhos em seu lançamento, mais especificamente em uma das unidades da Fast Shop. Estava apenas defendendo seu desfibrilador em formato de maletinha.

Agora a Apple conseguiu anular o registro do i-PAD no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual). A Transform irá recorrer, mas achamos difícil que a empresa vença. Ela pede que o iPad pare de circular no país e ainda quer uma indenização pelo uso indevido — o valor ainda não foi estipulado. É, infelizmente não veremos a Apple tendo que mudar o nome do aparelho para Aipéde. Seria divertido, não? [Gizmodo]

 

iPad no Brasil: 30 mil aparelhos, 90% deles vindos do mercado cinza

Após uma semana do lançamento oficial do iPad no Brasil, o IDC liberou os primeiros dados oficiais sobre o número de aparelhos no país. São 30 mil tablets que, claro, não foram vendidos em apenas uma semana. Desse valor, apenas 10% corresponde às vendas oficiais. O resto são aparelhos que vieram do exterior, foram comprados no Mercado Livre ou afins, criando a enorme fatia do mercado cinza. Mas a expectativa é que a venda oficial aumente consideravelmente o número até o fim do ano.

Pelas contas do IDC, foram vendidos 3 mil iPads de forma legal nos últimos sete dias. A massa principal do aparelho é composta dos early adopters que já compraram o iPad desde abril, quando ele foi lançado nos EUA. Para o IDC, o número poderia ser bem maior, mas como temos um dos iPads mais caros do mundo, o preço proibitivo ainda é uma barreira enorme.

Ainda segundo o IDC, o Brasil deve fechar o ano com 50 mil iPads, impulsionado pelas vendas oficiais. Ou seja, a estimativa d’O Globo de que a Apple enviou 50 mil iPads oficiais ao país deve ser o bastante para aguentar a carga de natal. [Gizmodo]

O grande segredo do novo MacBook Air está no armazenamento?

Um detalhe intrigante sobre o possível novo MacBook Air de 11,6 polegadas surgiu no AppleInsider: ele não usará um HD comum, nem um SSD. Usará algo novo.

Em vez disso, diz a fonte da AppleInsider, o notebook/netbook usará “algo descrito como um ‘Cartão SSD’”, algo mais parecido com um pente de memória do que com um HD, uma alternativa proprietária ao SSD criada pela própria Apple. É quase um SSD sem toda a carcaça pesada de um HD (já que os SSDs são basicamente vários chips de memória enfiados num case de HD), mas integrado, liberando mais espaço dentro do notebook.

Faz bastante sentido eliminar o peso e o tamanho de um HD, principalmente numa máquina que deverá ter 11,6 polegadas (e provavelmente será mais leve que o Air original). Como quando a Apple eliminou as baterias removíveis no MacBook Pro. E usar memória flash também deixaria o Air extremamente rápido para ligar, ficando mais perto de um iPad do que qualquer outra coisa. E, caso se confirme, eu acredito que deveremos ver essa tecnologia em outros Macs no futuro.

O novo MacBook Air pode ser uma nova maquininha bem interessante, mesmo que ela não esteja pronta para a tecnologia de multitoque do OS 10.7. [AppleInsider]

 

Por que o iPhone 4 branco só chegará em julho

De acordo com uma nota oficial da Apple, a razão para os americanos não verem iPhones 4 brancos nas lojas a partir de amanhã é que eles “provaram ser mais desafiadores de se fabricar do que o esperado”, e só chegarão no meio de julho. E os leitores do Giz explicam a razão.

A nota da Apple, que pouco explicou, só dizia que existia uma dificuldade. Porém, dois comentaristas do Giz americano ajudaram a entender o motivo. Primeiro, um designer confirmou que o processo de fabricação do iPhone 4 branco é mais difícil do que a versão preta:

“O processo para fazer a parte de trás do vidro ficar preta é um processo de eletroformação. Isso cria um acabamento bem resistente e duradouro, além de suave. Para fazê-lo ficar branco, é preciso pintar a parte de trás do vidro com tinta branca. É difícil criar um efeito suavemente opaco com o branco. Além disso, se a pintura branca ficar muito grossa é difícil colá-la no vidro, porque a cola vai prender na tinta, mas a tinta não vai ficar no vidro.”

Porém, depois, um possível funcionário da Apple, que preferiu anonimato, parece ter explicado de vez o problema em outro comentário:

“Na verdade o iPhone branco não é pintado, ele é impresso. Eu não posso dizer quem eu sou por causa do acordo de não divulgação da Apple, mas: as especificações de cor para o branco no novo iPhone são simplesmente malucas. A tolerância que eles estão tentando atingir com o branco é o verdadeiro motivo para o atraso. Como a impressão não é tão controlável, ela não tem a tolerância que a Apple queria para sua especificação de cor. “

[gizmodo]

A ilha dos brinquedos banidos da Apple

Quando a Apple termina as relações com uma tecnologia — como, digamos, o Flash — para onde elas vão para viver o resto de seus dias? Na verdade, ele parece até um purgatório bacana! Acho que nesse cenário, o HyperCard é o Gillian. [gizmodo]

Veja o novo iPhone 4 por dentro

iPhone 4 foi oficialmente lançado e seus recursos estão todos na  postagem do Yury Roberto no guanabara.info para a ocasião, mostrando tudo aquilo que virá com a nova versão do smartphone. Veja a seguir o vídeo oficial do iPhone 4 e comprove todas as grandes novidades

[guanabara.info]

Apple vende dois milhões de iPads

Dois milhões. Em menos de 60 dias. É um número muito, muito grande – com certeza algo bem distante dos 300.000 que a Apple vendeu no dia do lançamento. O número já considera o lançamento internacional do iPad na Europa, Canadá, Austrália e Japão.

E quando esse aparelho “mágico e revolucionário” chega por aqui? No release, a Apple diz que “o iPad estará disponível em mais nove países em julho, e em outros países até o fim do ano”, mas não cita o Brasil. Segundo rumores, o tablet chega oficialmente ao país apenas no segundo semestre. Por vias não-oficiais, ele já chegou faz tempo, se bem que comprá-lo no exterior – na verdade, encontrá-lo – está bem difícil.

O press release da Apple dá os parabéns para a Apple, e segue abaixo.

CUPERTINO, Calif., May 31 /PRNewswire-FirstCall/ — Apple® today announced that iPad™ sales have topped two million in less than 60 days since its launch on April 3. Apple began shipping iPad in Australia, Canada, France, Germany, Italy, Japan, Spain, Switzerland and the UK this past weekend. iPad will be available in nine more countries in July and additional countries later this year.

“Customers around the world are experiencing the magic of iPad, and seem to be loving it as much as we do,” said Steve Jobs, Apple’s CEO. “We appreciate their patience, and are working hard to build enough iPads for everyone.”

iPad allows users to connect with their apps, content and the Internet in a more intimate, intuitive and fun way than ever before. Users can browse the web, read and send email, enjoy and share photos, watch HD videos, listen to music, play games, read ebooks and much more, all using iPad’s revolutionary Multi-Touch™ user interface. iPad is 0.5 inches thin and weighs just 1.5 pounds-thinner and lighter than any laptop or netbook-and delivers up to 10 hours of battery life.*

Developers have created over 5,000 exciting new apps for iPad that take advantage of its Multi-Touch user interface, large screen and high-quality graphics. iPad will run almost all of the more than 200,000 apps on the App Store, including apps already purchased for your iPhone® or iPod touch®.

*Battery life depends on device settings, usage and other factors. Actual results vary.

%d blogueiros gostam disto: