Arquivo da categoria: tecnologia

O grande segredo do novo MacBook Air está no armazenamento?

Um detalhe intrigante sobre o possível novo MacBook Air de 11,6 polegadas surgiu no AppleInsider: ele não usará um HD comum, nem um SSD. Usará algo novo.

Em vez disso, diz a fonte da AppleInsider, o notebook/netbook usará “algo descrito como um ‘Cartão SSD’”, algo mais parecido com um pente de memória do que com um HD, uma alternativa proprietária ao SSD criada pela própria Apple. É quase um SSD sem toda a carcaça pesada de um HD (já que os SSDs são basicamente vários chips de memória enfiados num case de HD), mas integrado, liberando mais espaço dentro do notebook.

Faz bastante sentido eliminar o peso e o tamanho de um HD, principalmente numa máquina que deverá ter 11,6 polegadas (e provavelmente será mais leve que o Air original). Como quando a Apple eliminou as baterias removíveis no MacBook Pro. E usar memória flash também deixaria o Air extremamente rápido para ligar, ficando mais perto de um iPad do que qualquer outra coisa. E, caso se confirme, eu acredito que deveremos ver essa tecnologia em outros Macs no futuro.

O novo MacBook Air pode ser uma nova maquininha bem interessante, mesmo que ela não esteja pronta para a tecnologia de multitoque do OS 10.7. [AppleInsider]

 

Google remove aplicativos do Android remotamente por razões de segurança

É engraçado pensar que quando a Apple remove aplicativos da App Store, uma rebelião começa – mas quando o Google remove apps do celular de usuários, apenas algumas reclamações são ouvidas.

O motivo da diferença deve ser porque quando a Apple remove aplicativos, são programas que a empresa não aceita – normalmente aplicativos com algum tipo de controvérsia ou nudez, mesmo que seja um quadrinho baseado no clássico livro Ulisses. Nesse caso, a Apple deixou os donos da HQ editarem as poucas cenas de nudez no aplicativo, mas nem todos têm essa sorte.

Agora, o Chefe de Segurança do Android, Rich Cannings, explicou ao blog Android Developers porque a empresa tem de remover aplicativos do aparelho de vocês.

“Nos casos em que o usuário pode ter instalado um aplicativo malicioso que representa uma ameaça, nós também desenvolvemos tecnologias e processos para remover remotamente aplicativos dos aparelhos. Se um aplicativo for removido dessa forma, o usuário receberá uma notificação em seu celular.”

O sistema surgiu depois que o Google encontrou dois aplicativos gratuitos que “tinham o conteúdo deturpado propositalmente para aumentar o número de downloads, mas eles não foram feitos para serem usados maliciosamente, e não tinham permissão de acessar informações privadas – ou recursos do sistema sem autorização.”

Aparentemente, o publicador do aplicativo (um pesquisador de segurança) removeu por contra própria as duas apps, mas o Google teve de usar seu “sistema para remoção remota” para apagar qualquer rastro de telefones que ainda estavam usando-os. É provável que o Google tenha de usá-lo de novo no futuro, mas eles obviamente agirão rapidamente se eles acreditarem que a segurança dos usuários está em risco. [Android Developers Blogvia Engadget]

[gizmodo]

O mantra da submissão ao iPad

Windows mais seguro que um Mac

O organizador do concurso de hackers Pwn2Own admite que o Windows 7 é mais seguro que o Snow Leopard e afirma ainda que o Safari será o primeiro browser a sucumbir aos hackers. O organizador do evento Aaron Portnoy diz então:

“O Safari será o primeiro a sucumbir. Este funcionará no Snow Leopard que não está ao mesmo nível do Windows 7.”

//

Leia o resto deste post

SIMFi transforma seu celular em um hotspot Wi-Fi

Primeiro, o Eye-Fi coloca Wi-Fi em qualquer câmera com entrada para cartão SD. Agora, o SIMFi, da Sagem Orga, faz algo semelhante. É um chip de celular que adiciona funções Wi-Fi a celulares… funções de hotspot, mais especificamente.

Assim como o Eye-Fi, o SIMFi roda seu próprio software integrado, então não deve haver qualquer configuração especial no seu celular. Basta inseri-lo na entrada do chip e você já pode se conectar à internet em um laptop, ou qualquer outro dispositivo com Wi-Fi, a velocidades 3G.

Mas se o SIMFi virá ao mercado como um produto avulso, não se sabe. Por enquanto, ele pode ser uma prova de conceito que está sendo oferecida a empresas interessadas, como operadoras de telefonia móvel. Sabe, para elas cobrarem uma taxa mensal extra pelo serviço.

fonte: gizmodo

// <![CDATA[//

Roteador móvel banda larga MBRN3300E 3G da Netgear: Ethernet, Wi-Fi 802.11n e 3G

Gesture Cube é basicamente um iPad cúbico

Admita. O Gesture Cube pode ser confuso e pouco prático, mas se a Apple tivesse anunciado isso em vez do iPad, todo mundo estaria louco por um. [Gesture Cube via CrunchGear]

Intel quer incluir suporte para DDR3 em dois processadores Atom

Muito usada em netbooks, a linha de processadores Atom, da Intel, nunca chamou a atenção pela alta performance. Eles são como os irmãozinhos menores da família Intel. Mas parece que a partir do segundo semestre eles vão receber suporte para memória DDR3 – o que pode dar uma força para os pobrezinhos.

O Fudzilla informou que o Atom N475 terá 1.83GHz com suporte para DDR3. Já o N455 será igual ao atual N450 de 1.6GHz, a única diferença será o DDR3.

O que isso significa para os netbooks? É mais uma evolução do que uma revolução. Memória DDR3 é mais rápida e consome menos energia que a DDR2 – mas também é mais cara. Provavelmente, quando netbooks rodando o N475 ou o N455 chegarem ao mercado, o preço da DDR3 terá baixado o suficiente para que você gaste o mesmo que gastaria hoje, mas com uma performance melhor. [Fudzilla via Engadget]

fonte: gizmodo

10 dicas para melhorar a nossa rede Wireless

Uma vez que não temos tido artigos na área das redes, hoje decidi trazer-vos algo sobre o qual existem sempre muitas dúvidas e perguntas.

Como melhorar uma rede sem fios? Bem, como todos sabemos cada caso é um caso, mas com algumas afinações podemos conseguir algumas melhorias. Para quem gosta deste assunto, aconselhamos vivamente a ler os artigos relacionados.

Leia o resto deste post

Uma observação sobre a proporção da tela do iPad

“Não é widescreen!” Talvez você tenha essa reclamação sobre a tela do iPad. Além da consideração prática de que um tablet com tela 16:9 pode ser mais estranho para segurar, temos esse diagrama do Lonely Sandwich, que fornece uma possível explicação para o design do aparelho. [Lonely Sandwich]

%d blogueiros gostam disto: