Arquivo da categoria: Ipad

[Brasil]Governo dá o primeiro passo para diminuir impostos sobre tablets

computadoresfabricados no Brasil têm tributação diferenciada, e uma medida provisória coloca os tablets na mesma categoria. Mas ainda faltam algumas coisas para vermos o preço das tábuas realmente cair nas lojas.

Na prática, a MP altera esta lei aqui de 2005, e reduz a zero o PIS/Cofins “incidentes sobre a receita bruta de venda a varejo” dos tablets que tiverem sido fabricados aqui (atualmente é 9,25%) – além de incluir a informação na nota fiscal.  Aos tributaristas de plantão, aqui está a (curta) MP publicada hoje no DO:

MEDIDA PROVISÓRIA No534, DE 20 DE MAIO DE 2011

Altera o art. 28 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005, para incluir no Programa de Inclusão Digital  Tablet PC produzido no País conforme processo produtivo básico estabelecido pelo Poder Executivo.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei:

Art. 1o O art. 28 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005, passa a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 28. ……………………………………………………………………..

VI – máquinas automáticas de processamento de dados, portáteis, sem teclado, que tenham uma unidade central de processamento com entrada e saída de dados por meio de uma tela sensível ao toque de área superior a 140 cm2(Tablet PC), classificadasna subposição 8471.41 da Tipi, produzidas no País conforme processo produtivo básico estabelecido pelo Poder Executivo
………………………………………………………………………………….

§ 4º Nas notas fiscais emitidas pelo produtor, pelo atacadistae pelo varejista relativas à venda dos produtos de que trata oinciso VI do caput, deverá constar a expressão “Produto fabricadoconforme processo produtivo básico”, com a especificação do atoque aprova o processo produtivo básico respectivo.” (NR)

Art. 2º Esta Medida Provisória entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 20 de maio de 2011; 190º da Independência e 123º da República.

Note que o tamanho (140 cm2) exclui coisas como o Dell Streak, de 5” e basicamente estabelece o mínimo de tablets em 7 polegadas, como o Galaxy Tab. Ainda faltam ser publicadas portarias do Ministério da Ciência e Tecnologia e do Trabalho para enquadrar definitivamente os tablets no “Processo Produtivo Básico”, eliminando ainda mais tributos para as coisas made in brazil e estabelecendo prazos para a nacionalização dos eletrônicos. No início, tablets precisarão apenas de algo como 25% das peças feitas aqui para ganhar a desoneração. Mas em 2015 um tablet tem de ser quase 80% nacional para pagar menos tributos.

Quanto isso vai afetar o preço? O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, fala em redução de 36%. Alguns tributaristas falam em 30%. De todo modo, as mudanças não deverão impactar o preço nos próximos 3 meses pelo menos, já que os tablets mais desejados, como o iPad 2 e o vindouro Galaxy Tab 10.1 são fabricados lá fora – por enquanto.

Nós achamos muito cedo fazer qualquer previsão sobre a queda real de preços – note que, mesmo com todos os benefícios fiscais, netbooks feitos no Brasil ainda custam o dobro do equivalente americano – e estamos investigando com fabricantes e varejistas para apurar a real redução. Espere um guia aqui tirando todas as dúvidas quando o governo acabar de lançar o “pacotão pró tablets”.[gizmodo]

Apple vence i-PAD na justiça e garante nome de seu tablet

disputa entre Golias e Miranda acabou. De um lado, a Apple Brasil e seus iPhones, MacBooks e,claro, o iPad. Do outro, a Transform, empresa que fabrica desfibriladores e tinha registrado um produtochamado i-PAD. Depois dealgumas ameaças e apreensões, a briga judicial terminou a favor da turma de Jobs.

A história era meio maluca, mas tinha lá seu sentido. A Transform registrou um nome parecido antes e viu seus direitos violados. Chegou a dizer que a Apple fazia “pirataria à vontade” com o iPad e apreendeu, com aval da Justiça, alguns aparelhos em seu lançamento, mais especificamente em uma das unidades da Fast Shop. Estava apenas defendendo seu desfibrilador em formato de maletinha.

Agora a Apple conseguiu anular o registro do i-PAD no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual). A Transform irá recorrer, mas achamos difícil que a empresa vença. Ela pede que o iPad pare de circular no país e ainda quer uma indenização pelo uso indevido — o valor ainda não foi estipulado. É, infelizmente não veremos a Apple tendo que mudar o nome do aparelho para Aipéde. Seria divertido, não? [Gizmodo]

 

iPad no Brasil: 30 mil aparelhos, 90% deles vindos do mercado cinza

Após uma semana do lançamento oficial do iPad no Brasil, o IDC liberou os primeiros dados oficiais sobre o número de aparelhos no país. São 30 mil tablets que, claro, não foram vendidos em apenas uma semana. Desse valor, apenas 10% corresponde às vendas oficiais. O resto são aparelhos que vieram do exterior, foram comprados no Mercado Livre ou afins, criando a enorme fatia do mercado cinza. Mas a expectativa é que a venda oficial aumente consideravelmente o número até o fim do ano.

Pelas contas do IDC, foram vendidos 3 mil iPads de forma legal nos últimos sete dias. A massa principal do aparelho é composta dos early adopters que já compraram o iPad desde abril, quando ele foi lançado nos EUA. Para o IDC, o número poderia ser bem maior, mas como temos um dos iPads mais caros do mundo, o preço proibitivo ainda é uma barreira enorme.

Ainda segundo o IDC, o Brasil deve fechar o ano com 50 mil iPads, impulsionado pelas vendas oficiais. Ou seja, a estimativa d’O Globo de que a Apple enviou 50 mil iPads oficiais ao país deve ser o bastante para aguentar a carga de natal. [Gizmodo]

Tela do iPad contra Pixel Qi: não dá nem pro cheiro

Isso não é exatamente um teste científico. Mas colocando a tela do iPad cara a cara com uma tela de Pixel Qi na Computex, na luz do dia, temos claramente um vencedor indiscutível. Um dispositivo “mágico” mais escuro.

É impossivel saber exatamente as condições do teste, feito no improviso pelos caras do ARMDevices, embora eles mencionem no início do vídeo que os dois aparelhos estão com brilho configurado no máximo. E mesmo que a tela do iPad fique péssima na luz solar, ela é pelo menos melhor que a do iPhone. E também vale lembrar quenós temos uma grande queda pela tecnologia da Pixel Qi.

[gizmodo]

Apple vende dois milhões de iPads

Dois milhões. Em menos de 60 dias. É um número muito, muito grande – com certeza algo bem distante dos 300.000 que a Apple vendeu no dia do lançamento. O número já considera o lançamento internacional do iPad na Europa, Canadá, Austrália e Japão.

E quando esse aparelho “mágico e revolucionário” chega por aqui? No release, a Apple diz que “o iPad estará disponível em mais nove países em julho, e em outros países até o fim do ano”, mas não cita o Brasil. Segundo rumores, o tablet chega oficialmente ao país apenas no segundo semestre. Por vias não-oficiais, ele já chegou faz tempo, se bem que comprá-lo no exterior – na verdade, encontrá-lo – está bem difícil.

O press release da Apple dá os parabéns para a Apple, e segue abaixo.

CUPERTINO, Calif., May 31 /PRNewswire-FirstCall/ — Apple® today announced that iPad™ sales have topped two million in less than 60 days since its launch on April 3. Apple began shipping iPad in Australia, Canada, France, Germany, Italy, Japan, Spain, Switzerland and the UK this past weekend. iPad will be available in nine more countries in July and additional countries later this year.

“Customers around the world are experiencing the magic of iPad, and seem to be loving it as much as we do,” said Steve Jobs, Apple’s CEO. “We appreciate their patience, and are working hard to build enough iPads for everyone.”

iPad allows users to connect with their apps, content and the Internet in a more intimate, intuitive and fun way than ever before. Users can browse the web, read and send email, enjoy and share photos, watch HD videos, listen to music, play games, read ebooks and much more, all using iPad’s revolutionary Multi-Touch™ user interface. iPad is 0.5 inches thin and weighs just 1.5 pounds-thinner and lighter than any laptop or netbook-and delivers up to 10 hours of battery life.*

Developers have created over 5,000 exciting new apps for iPad that take advantage of its Multi-Touch user interface, large screen and high-quality graphics. iPad will run almost all of the more than 200,000 apps on the App Store, including apps already purchased for your iPhone® or iPod touch®.

*Battery life depends on device settings, usage and other factors. Actual results vary.

[Kotaku] China copia o iPad com o iPed

O iPad finalmente chegou às lojas do Japão. Os telejornais de lá estão cobrindo o lançamento do iPad e também de outro produto, à venda na China: o iPed. Leia o resto deste post

IPad com Magic Mouse

Com jailbreak (claro), é possível usar o Bluetooth para conectar mouse (e teclado) ao iPad. O Redmond Pie explica:

Outro dia eu testei o aplicativo BTstack Mouse no meu iPad com jailbreak e fiquei bem impressionado com o resultado. Ele não apenas funcionou com o Apple Magic Mouse, mas com quase todos os outros mice Bluetooth que eu tinha. Para quem não sabe, o BTstack Mouse é um utilitário gratuito que foi lançado antes neste ano para iPhones e iPods Touch com jailbreak.

O link tem mais informações e instruções. É simples. [Redmond Pie]


Vendas de netbooks crescem menos em 2010: efeito iPad, já?

As vendas de netbooks seguem crescendo nos EUA, mas vem desacelerando desde janeiro, quando o iPad foi anunciado — e tem gente culpando mesmo o tablet da Apple por isso. Bem, o banco Morgan Stanley divulgou um relatório esclarecedor, que mostra que as vítimas do iPad são os netbooks, e os leitores de e-book, e os iPods… enfim, tudo. Acho que o iPad deixou todo mundo ansioso.

Ansioso pra comprar outras coisas, quero dizer. O gráfico é baseado em uma pesquisa com consumidores que estavam planejando comprar o iPad, e foi feita em março. A pergunta: o que você compraria, se não fosse um iPad? Em outras palavras, o que o iPad impediu você de comprar?

Ainda estamos para ver se as vendas dos dispositivos são mesmo afetadas pelo tablet da Apple, o que poderia demorar algum tempo, ou simplesmente poderia ser impossível de medir: a maioria dos dispositivos acima, como notebooks ou iPods, são vendidos em volumes enormes — muitas vezes maior do que o iPad deve chegar no futuro próximo.

Mas se o iPad continuar mesmo vendendo bastante, e tablets concorrentes fizerem o mesmo, as categorias que mais poderiam sofrer são interessantes: além de netbooks, o iPod Touch corre perigo, assim como os PSPs e DSs da vida. Os leitores de e-book já estão sob ameaça, mas eles nunca foram um grande sucesso, mesmo. [Fortune]

fonte: gizmodo


Entendendo o design industrial do iPad

Leia o resto deste post

iPad e os problemas com o super aquecimento e WiFi

Que mais há-de acontecer ao iPad?

Parece que o iPad está mesmo em maré de azar. Passados poucos dias do lançamento do equipamento, existem já muitos utilizadores descontentes e muitas reclamações a caminho da Apple.

ipad

//

A primeira desilusão deveu-se ao facto do iPad ser apenas carregado em portas USB de alta potência (existente em alguns Macs actuais e não presente na maioria dos PCs), ou simplesmente via tomada eléctrica, conforme informamos aqui.

Depois surgiu a notícia sobre o super aquecimento reportado por alguns utilizadores.

Ontem começaram a surgir alguns relatos sobre as dificuldades no acesso a redes sem fios com o iPad. Como prova disso, podemos verificar a quantidade de pedidos de ajuda por parte dos utilizadores no fórum da Apple (ver aqui).

Segundo alguns utilizadores, o sinal é instável e sofre frequentes quebras em locais onde outros equipamentos , incluindo equipamentos da Apple, funcionam na perfeição. Outros utilizadores referem que apenas têm bom sinal se estiverem bastante próximos do router wifi. No entanto, a reclamação mais frequente pretende-se com o facto do equipamento não conseguir aceder à rede, depois de ser colocado em stand-by e posteriormente voltar a tentar a ligação (estado zombie). Ao que parece, este problema acontece inclusive na presença de routers da marca Apple.

Como resposta ao “bug” do wifi, a Apple apresentou um artigo com possíveis soluções (ver aqui).  Com vista a ajudar os utilizadores, um funcionário da Apple colocou também no forum uma lista de links com o objectivo de ajudar os utilizadores a ultrapassarem alguns problemas (ver aqui).

fonte: pplware

%d blogueiros gostam disto: