Dc Universe Online – Game Play

Curta, de um joinha, favorite, ajuda bastante.

Série de Lego em homenagem ao Minecraft já está em pré-venda

Em janeiro, a Lego anunciou que lançaria uma série especial para o jogo Minecraft. A ideia fazia todo o sentido — seria o Lego o Minecraft da vida real? — e esperávamos que ele fosse lançado logo. Mais rápido do que imaginamos, ele já está à venda, e parece animal.

O pessoal do Brothers Brick mostrou algumas fotos da nova série, que inclui dois dos personagens mais marcantes de Minecraft — Steve e um Creeper — em um formato diferente dos bonequinhos clássicos de Lego (dá até para desmontá-los em quatro partes).

O set surge após 10 mil fãs de Lego e de Minecraft terem votado num concurso da Lego Cuusoo — um site oficial do Lego, que permite que fãs postem suas próprias criações e votem para torná-lo algo oficial.

O set começa a ser vendido nos próximos meses, mas você já pode fazer uma pré-compra por meio do Jinx — o preço: US$34,99.

[gizmodo]

Entenda os problemas do SOPA para o Brasil e o mundo

SOPA, Protect IP e e-parasites são projetos de lei que estão tramitando no congresso Americano. SOPA significa “Stop Online Piracy Act”, e estabelece o uso no território Americano de um mecanismo de censura sobre a Internet semelhante ao utilizado em países como a China, Irã e Síria, com a desculpa de coibir a pirataria online, ou seja, pretendem combater práticas sociais que historicamente utilizamos para ter acesso alternativo à qualquer obra cultural: trocar, compartilhar, emprestar… tal qual sempre ocorreu nas Bibliotecas.

O SOPA não afetará apenas os Estados Unidos, pois o país alem de concentrar a maior parte da infra-estrutura da rede, concentra quase todos os serviços e sites que utilizamos diariamente, e que podem ser afetados tais como Youtube, Facebook, WordPress, Google, Gmail, Twiiter, e muitos outros. Temos de lembrar também que muitos sites são hospedados nos EUA, mesmo sem ter TLD americano e outros fora dos EUA com TLD americano como (.com, .net, .org) em ambos os casos o site estará debaixo da legislação Americana.

SOPA também prevê instrumentos para bloquear os serviços de publicidade e pagamento online sob a jurisdição dos EUA, impactando qualquer site no mundo, apenas com base em uma denuncia de suspeita,e sem ordem judicial.

Os problemas não acabam por ai, o SOPA afetará profundamente a liberdade de expressão na Internet, todos os sites se verão obrigados a aplicar mecanismos de auto-censura, e filtrar toda atividade online de seus usuários para evitar serem bloqueados.

 

O que diz a lei (SOPA)

Quando um site for denunciado, todos os demais sites que tenham “relacionamento” com ele e não queiram sofrer as conseqüências legais terão cinco dias para:

  • ISP: Deverão bloquear os seus DNS (impedindo o acesso ao domínio)
  • Serviço de hospedagem: Deverão bloquear o acesso ao site
  • Publicidade: Deverão bloquear a publicidade
  • Serviços de pagamento: Deverão congelar os fundo
  • LInks : Deverão ser removidos links ao site

 

Efeitos colaterais

Muitas tecnologias (como a rede anônima “TOR”, os DNS alternativos, as redes P2P e os proxys VPN) que permitem a navegação e/ou distribuição de informações anônimas e sem censura, e que são fundamentais para muitos ativistas e organizações políticas em todo o mundo, basicamente se verão ilegais de um dia para outro.

Os provedores de Internet, email, blogs gratuitos, mensageiros instantâneos e redes sociais serão forçados a espionar todo conteúdo publicado por seus usuários em busca de material não autorizado e eventualmente bloqueá-los.

Todas as tecnologias inovadoras nasceram de alguma forma da “pirataria”: O Cinema x as patentes, a indústria fotográfica x seus interpretes, o radio x a industria fonográficas, o vídeo cassete x cinema, a TV a cabo x TV aberta. Todas operaram em áreas de incerteza jurídica, até as leis se adaptaram ao novo, sem tentar muda-lo. Um marco legal restritivo e antiquado como o que se quer impor agora sufocaria muitas das novas ideias e sem duvida sufocará as próximas grandes ideias.

As comunidades online, em especial as comunidades colaborativas que são o fenômeno da Internet que afetam mais profundamente a nossa sociedade, ou seja, desde a esfera cultural, política, social até a econômica. O bloqueio de sites e tecnologias a serviço destas comunidades irá em muitos casos impedida-las de continuar existindo.

 

O Brasil e o SOPA

No Brasil estamos ha anos lutando contra o o AI5Digital (PL 84/99) e a favor do Marco Civil da Internet (PL 2126), tem sido uma luta incansável. Todo este esforço pode ser perdido com a aprovação do SOPA, pois junto com a lei Sinde na Espanha e Hadopi na França, ele pode ser um terrível instrumento de pressão para que o Brasil e demais países adotem legislações semelhantes. É importante lembrar que a Lei Sinde que aparentemente havia sido brecada por ativistas Espanhois, foi aprovada logo no inicio do novo mandato sob grande pressão Americana, e que o AI5Digital, que fora congelado em 2008 voltou a tona no inicio deste ano com grande pressão para aprovação. Não podemos descansar nenhum minuto!

Este texto é uma tradução livre e adaptada do Infográfico disponível no site Direito de ler, saiba mais lendo a entrevista com o Sérgio Amadeu.

fonte: [meganao]

[img]Algum problema?

Jundiaí quer ser a “terra dos tablets” nacionais

Quando a Foxconn anunciou um investimento bilionário — e ainda não concretizado — no Brasil, todos os olhos se voltaram para a simpática Jundiaí, terra da Festa da Uva, que já contava com uma fábrica humilde dos taiwaneses. Agora, com muitos milhões entrando na cidade, há propostas de lei para incentivo à indústria de montagem (leia-se redução de impostos) para transformar Jundiaí na terra dos tablets.

Segundo reportagem da Folha no domingo, o projeto de lei diminuiria a cobrança de IPTU, do ISS (Imposto Sobre Serviços) e do ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis). Tudo isso porque dos R$435 milhões aplicados pela indústria em Jundiaí, R$300 milhões vieram da Foxconn — dinheiro usado para financiar a construção da terceira fábrica da empresa na cidade.

Em paralelo, há a proposta de investir R$30 milhões por ano em um parque tecnológico de 300 mil metros quadrados. Apesar do foco em tablets — provavelmente porque trata-se da palavra do momento — outras empresas de tecnologia se beneficiarão, como AOC e Compal, e a proposta da Prefeitura e do Governo do Estado é transformar Jundiaí em um grande celeiro de empresas de hardware, software e pesquisa e desenvolvimento. Teremos um Vale do Silício pertinho de São Paulo? [gizmodo]

Facebook compra o Gowalla

O Facebook  comprou ontem o Gowalla, o eterno concorrente do Foursquare, por uma quantidade não revelada de dinheiro, diz a CNN. É mais uma grande aposta do gigante azul.

Desde que foi criado, em 2009, o Gowalla  fez basicamente a mesma coisa do Foursquare: chegue ao lugar, faça o “check-in”, ganhe medalhinhas, deixe dicas, etc etc. Apesar de mais bonito, era bem menos popular que o Foursquare. Recentemente ele mudou o foco do serviço para criar algo como “historinhas de viagem” baseadas nas suas localizações. A CNN diz que a aquisição foi feita para ajudar a melhorar a Timeline do Facebook. Há uma grande possibilidade também de a compra ter sido baseada nos talentos da Gowalla, trazendo o chefe Josh Williams e seu time a bordo. [CNN]

Sony Ericsson traz Ice Cream Sandwich ao Brasil, e Gingerbread ao Xperia X10

A Sony Ericsson já havia confirmado que iria atualizar todos os smartphones lançados este ano para o Ice Cream Sandwich, mas nem sempre as fabricantes trazem os updates para o Brasil. Felizmente, eles confirmaram que o Android 4.0 chegará também para nós, provavelmente só no ano que vem. E para quem tem um Xperia X10, a prometida atualização para o Gingerbread virá de uma forma… incomum.

Nós noticiamos em agosto que o Xperia X10 se tornaria o “Android imortal”, lançado em 2009 mas ainda recebendo atualização. Só que o update não veio para muitos: reclamações de leitores e de vários lugares da web mostram que o Gingerbread ainda está para chegar ao X10, o que a Sony Ericsson confirmou.

O X10 será atualizado, mas o processo é diferente do comum. Segundo a Sony Ericsson, em vez de baixar a atualização direto no aparelho ou usar o PC Companion, “a atualização do X10 para Gingerbread (Android 2.3.3) precisa ser feita pelos técnicos da Sony Ericsson”. Você precisa fazer backup do seu aparelho – usando o recomendado MyBackup – e enviá-lo ao atendimento. Eu recomendo resetar seu aparelho depois do backup (em Configurações > Privacidade > Configuração Original) para ele ir sem seus dados para a assistência. O serviço é gratuito, mas leva cerca de sete dias corridos para ficar pronto – saiba mais aqui.

Por um lado, é estranho que a atualização não possa ser feita direto pelo usuário, como de costume. Por outro lado, é muito bom ver uma empresa se esforçando para trazer uma atualização – outras empresas já prometeram update e depois voltaram atrás.

E o Ice Cream Sandwich? Ele deve chegar apenas para os “smartphones Xperia da linha 2011″ e só no ano que vem, porque você precisa instalar o Android 2.3.4 antes do ICS. O 2.3.4 chega ao Brasil em dezembro e, felizmente, pode ser instalado via computador – você pode conferir as novidades do update no release abaixo. Os aparelhos a receber ICS e as datas serão informados futuramente. [Sony Ericsson; valeu, Flávio!]

Sony Ericsson anuncia versão 4.0 do Android e traz mais uma novidade para o Brasil

Além da nova versão do sistema operacional Android™ 4.0, empresa lança Xperia™ neo V que traz um  completo conjunto de funcionalidades incluindo a tecnologia de fotos panorâmicas em 3D

São Paulo, 23 novembro de 2011 – A partir deste mês, a linha de smartphones Xperia™ traz novidades aos consumidores. Além do anúncio sobre a atualização do sistema operacional Android para a versão 4.0 Ice Cream Sandwich, a familia de telefones ganha mais um integrante: o Xperia™neo V.

O Android™ 4.0 representa a unificação do sistema móvel do Google, que rodará em smartphones e tablets, e oferecerá aos usuários novas tecnologias, além de recursos muito mais modernos. A lista de produtos que receberão a atualização e as datas serão informadas em próximos anúncios pelo blog oficial da marca – Sony Ericsson Preview.

Antes de adquirir a versão Ice Cream Sandwich, é preciso antes fazer a atualização para Android™ 2.3.4, que estará disponível no Brasil à partir de dezembro de 2011 e poderá ser feita via computador. Esta atualização traz diferentes funcionalidades como a tecnologia de captura de imagem da tela e a função de digitação apenas deslizando os dedos entre as teclas. Além disso, oferece o novo recursoque integra o Facebook no Xperia™, permitindo a sincronização de fotos, arquivos de mídia e agenda do Facebook diretamente no celular. Com ele é possível, por exemplo, “Curtir” músicas diretamente no music player do telefone e as mesmas serão automaticamente publicadas no perfil do usuário.

Outra novidade nos smartphones Xperia™ é a exclusiva tecnologia de foto panorâmica em 3D permite que as imagens da câmera sejam capturadas de forma panorâmica e depois visualizadas em uma TV 3D, através da saída HDMI. A atualização também permite aos consumidores desfrutar de todos os benefícios da plataforma Android Gingerbread incluindo Skype™ e Google Talk™ com vídeo chamada*.

“Com a atualização do software para Android 2.3.4, podemos oferecer novas experiências e tecnologias para todos os nossos smartphones Xperia™ da linha 2011, incluindo aqueles já em mãos dos consumidores”, explica Joe Takata, gerente de Produto da Sony Ericsson. “Nossos usuários vão começar a desfrutar de novos recursos do Google, uma integração ainda mais completa com o Facebook, além de completas funcionalidades da câmera”.

* Este serviço está disponível apenas para aparelhos que possuam câmera frontal.

Só uma desligadinha

11/11/11

null

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: